A GUERRA QUE ME ENSINOU A VIVER (KIMBERLY BRADLEY)

terça-feira, abril 17, 2018


Oi pessoas!

Depois da leitura maravilhosa de A guerra que salvou a minha vida (resenha aqui), eu li o desfecho da história e vim compartilhar com vocês. Lembrando que é a continuação então irá conter SPOILERS do livro anterior. 

* * * 
Susan agora é a guardiã legal das crianças e Ada enfim faz a cirurgia no pé. Aos poucos ela vai se adaptando as mudanças na sua vida, como sua nova morada que, devido a casa de Susan ter sido bombardeada, eles agora ficarão abrigados num chalé cedido por Lady Thorton.

Susan consegue um novo emprego, ensinar matemática para uma menina, que nesse tempo irá ficar abrigada junto com eles no chalé. A guerra continua, o racionamento de comida cada vez mais rígido, Ada ainda insegura referente a Susan e a sua vida atual, e a chegada da menina só aumenta a tensão. Ruth é judia, e alemã.

Eu estava bem curiosa para saber o desfecho da história da Ada. Sobre a edição continua a mesma qualidade, livro em capa dura, com flores em tons rosados, a ilustração de uma menina cavalgando na capa. 

Notei que a Ada começa a conversar mais nesse livro, ela não se esconde tanto quanto no primeiro, mas seus medos persistem, e é bonito ver que ela e Susan aprendem juntas a criar esse novo laço que as une. Apesar dos momentos difíceis, terão momentos bons também, principalmente após a cirurgia, onde ela se sente mais confiante para cavalgar e caminhar.  A chegada de Ruth no chalé deixa todos tensos, mas Ada vai ficar bem esperta e aos poucos irá descobrir quem é essa alemã.


A cortina do blecaute continua, a guerra continua, os medos continuam, perdas acontecem, mas o amor e a esperança fazem a diferença. 

* * * 
Se quiser ajudar o blog, compre o livro por esse link *-* Muito obrigada pela visita!

AUTORA: KIMBERLY BRUBAKER BRADLEY / EDITORA: DARKSIDE BOOKS   /  SKOOB: ADICIONAR

Você também pode gostar

0 comentários

Obrigada por deixar amor por aqui <3

Instagram

Translate